Todo olhar é denso quando contempla o outro

Areal

Existe, além da parede,
a espessa aspereza do tempo.
Todo olhar é denso
quando contempla o outro.
(Mergulhamos na fotografia
impressa da memória
e ficamos retidos,
adereços discretos da paisagem.)
Espera o fruto.
A hora se biparte e o alçapão está fechado.
Atinges o momento do ciclone,
a órbita aberta do planeta.
Espera a volta.
Teus ombros nus encostados na parede,
tua face na penumbra,
retendo as luzes do quarto.

 

.

.


In “Areal”, de Thereza Christina Rocque da Motta (Dolphin, 1995).

UM LUGAR DESLUMBRANTE!​

Recomenda Moacir Japiassu, escritor, jornalista e romancista:

Recebi este vídeo do considerado Eduardo Almeida Reis, jornalista e escritor do primeiríssimo time e melhor cronista diário da imprensa brasileira, que o recebeu do Paulinho Saturno.

Reserve alguns minutos e curta em tela cheia e em HD as belezas da natureza neste vídeo.

Com certeza, você vai gostar e muito desta belíssima produção sueca!

Há um Portugal mágico para redescobrir

Por Luís Maio

Estrelas de cinco pontas, monolitos sacrificiais, quadros ecuménicos, montanhas sagradas e até carvalhos justiceiros: há todo um país por descobrir nos bastidores das belezas do costume. Seguimos Paulo Loução numa viagem com alma pelos “lugares inesquecíveis” de Portugal.

Lugares Inesquecíveis é, portanto, um guia de sítios que dimanam uma vibração especial, capaz de induzir no visitante experiências místicas, ou, como dizia Fernando Pessoa, fazer sentir os símbolos. Loução é dos que acredita que há paisagens com o condão de transformarem o visitante, reconduzindo-o ao âmago do ser interior. Para ele, tal como para Teixeira de Pascoaes, toda a viagem genuína é dupla, no sentido de ser ao mesmo tempo exterior e interior.

Pedimos a Paulo Loução um top de lugares mágicos de Portugal. Tomar é porventura inevitável para quem antes escreveu Os Templários Na Formação de Portugal (doze edições). Já as restantes entradas são menos óbvias, incluindo destinos pela primeira vez mencionados na imprensa turística.

Tomar

Tomar, assegura Paulo Loução, é a “cidade templária mais importante do mundo”. Os seus principais monumentos estão carregados de simbolismo, alguns inclusive ainda aguardam decifração. Mais do que este ou aquele edifício, no entanto, é o próprio desenho da cidade que se presume corresponder a um plano esotérico, gizado por Gualdim Pais, o famoso mestre português da ordem do (ver galeria de fotos) Templo.

Vídeo