Todo olhar é denso quando contempla o outro

Areal

Existe, além da parede,
a espessa aspereza do tempo.
Todo olhar é denso
quando contempla o outro.
(Mergulhamos na fotografia
impressa da memória
e ficamos retidos,
adereços discretos da paisagem.)
Espera o fruto.
A hora se biparte e o alçapão está fechado.
Atinges o momento do ciclone,
a órbita aberta do planeta.
Espera a volta.
Teus ombros nus encostados na parede,
tua face na penumbra,
retendo as luzes do quarto.

 

.

.


In “Areal”, de Thereza Christina Rocque da Motta (Dolphin, 1995).

Anúncios

Exige que le atiendan por ser la novia de un futbolista del Barcelona

por Andrés Baqué

 

 

http-donbalonrosa

La argentina Antonella Roccuzzo de 27 años de edad acudió al hospital Universitario barcelonés Quirón Dexeus sin cita previa y exigiendo que le atendieran.

Antonella está embarazada desde hace unos dos meses. Quiere tener controlado su embarazo y por este motivo acudió al Hospital Universitario Quirón Dexeus de Barcelona. Se presentó en el mostrador, sin cita alguna, y aludiendo que era la mujer de Messi, pedía insistentemente que la atendieran, mientras las allí presentes, también mujeres embarazadas, tuvieron que esperar a pesar de estar antes que Antonella según ‘DonBalónRosa’.

El trato preferencial ofrecido a la novia de Messi no ha tardado en trascender, y ha sido el portal Vanitatis el que ha desvelado cómo algunas de las mujeres alli presentes decidieron presentar reclamaciones por lo sucedido. “Estoy harta de estas VIPs que entran y se van sin colas ni esperas por decir quiénes son. Yo también estoy embarazada y estaba en ayunas. Esto es un hospital, no una discoteca. Se nos quedó a todas cara de idiotas”, señala una de las mujeres ‘afectadas’.

eehttp-donbalonrosa 2

Antonella fotos

Recife e seus três cantores que são quatro

MINHA TERRA
por Manuel Bandeira

.

Saí menino de minha terra.
Passei trinta anos longe dela.
De vez em quando me diziam:
Sua terra está completamente mudada,
Tem avenidas, arranha-céus…
É hoje uma bonita cidade!

Meu coração ficava pequenino.

Revi afinal o meu Recife.
Está de fato completamente mudado.
Tem avenidas, arranha-céus.
É hoje uma bonita cidade.

Diabo leve que pôs bonita a minha terra!

 

 

Recife Vlademir Barbosa da Costa

 

MANUEL, JOÃO E JOAQUIM
por Carlos Pena Filho

.

 

(trechos)

Hoje a cidade possui
os seus cantores que podem
ser resumidos assim:
Manuel, João e Joaquim.
No Jardim Treze de Maio,
Manuel vai ficar plantado,
para sempre e mais um dia,
sereno, bustificado,
pois quem da terra se ausenta
deve assim ser castigado.
Dali não poderá ver
a casa do avô
e nem a rua da Aurora,
nem o mar, nem a sereia
e nem o boi morto na cheia
desse rio escuro e triste,
de lama podre no fundo
e baronesas na face,
que vem, modorra e preguiça,
parando pelas Campinas
e escorregando nos montes,
até este sítio claro,
onde cobriram seu leito
de pedra, ferro e cimento
organizados em pontes.

 

Fotografia: Wlademir Barbosa da Costa

A cura para a dor da tristeza feminina

Amor no campo

.

A minha avó dizia-me que quando uma mulher se sentisse triste, o melhor que podia fazer era entrançar o seu cabelo; de modo que a dor ficasse presa no cabelo e não pudesse atingir o resto do corpo. Havia que ter cuidado para que a tristeza não entrasse nos olhos, porque iria fazer com que chorassem, também não era bom deixar entrar a tristeza nos nossos lábios porque iria forçá-los a dizer coisas que não eram verdadeiras, que também não se metesse nas mãos porque se pode deixar tostar demais o café ou queimar a massa. Porque a tristeza gosta do sabor amargo.

Quando te sintas triste menina – dizia a minha avó – entrança o cabelo, prende a dor na madeixa e deixa escapar o cabelo solto quando o vento do norte sopre com força. O nosso cabelo é uma rede capaz de apanhar tudo, é forte como as raízes do cipreste e suave como a espuma do atole.

Que não te apanhe desprevenida a melancolia minha neta, ainda que tenhas o coração despedaçado ou os ossos frios com alguma ausência. Não deixes que a tristeza entre em ti com o teu cabelo solto, porque ela irá fluir em cascata através dos canais que a lua traçou no teu corpo. Trança a tua tristeza, dizia. Trança sempre a tua tristeza.

E na manhã ao acordar com o canto do pássaro, ele encontrará a tristeza pálida e desvanecida entre o trançar dos teus cabelos…

Registo da antropóloga Paola Klug.
Fotografia tirada na Nicarágua por Candelaria Rivera, do ensaio fotográfico: “Amor de Campo”.
Seleta de Rosa Maria Ribeiro e Mariana Gouveia

Francisco Bandeira de Mello e Ariano Suassuna: Em que ponte do Recife se esconde o inimigo

SINTAXE
Francisco Bandeira de Mello

.

Sentir
o eixo
da palavra

sentir
o valor
axial
de tudo

e não
achar
nada

 

Ladyanne Nascimento

Ladyanne Nascimento

ENCONTRO COM CARONTE
por Talis Andrade

.

Na tarde avulsa
Francisco Bandeira de Mello
serenamente caminha
embora esteja acesa
a chama amarela do perigo

Chegou a hora precisa
de salvar Ariano
o imperador da Pedra do Reino
Chegou a hora de salvar o amigo
das mãos do velho Caronte
que amarrou o barco
em uma das mil pontes
do Recife

Na tarde avulsa
o franciscano Francisco
serenamente caminha
O importante
o saber pela intuição
não pelo instinto
Conhecer em que ponte
se esconde o inimigo

 

Fotografia Ladyanne Nascimento

Foto de una pareja gay en Rusia gana el World Press Photo

Contemporary Issues

 

 

La imagen de una pareja homosexual en Rusia tomada por el fotógrafo danés Mads Nissen se adjudicó este jueves el primer premio del concurso más prestigioso de fotoperiodismo, el World Press Photo.

La fotografía inmortaliza a Jon y a Alex en una habitación de San Petersburgo, donde el decorado se limita a una cortina color beige oscuro. Uno de los dos hombres, tumbado, cierra los ojos por un momento, mientras el otro, con la mano en su pecho, lo observa.

La instantánea fue tomada como parte de un reportaje, titulado Homofobia en Rusia, que subraya cómo la vida se complica cada vez más para las minorías no heterosexuales en dicho país.

Nissen dijo ver la imagen como “una historia moderna de Romeo y Julieta” sobre dos personas enamoradas que se enfrentan a fuerzas externas que quieren negarles sus sentimientos.

Su sensibilidad también parecía querer servir de contrapunto a las macabras fotografías y videos de terroristas que tienden a dominar las noticias.

“Hoy en día, los terroristas emplean imágenes explícitas como propaganda. Tenemos que responder con algo más sutil, intenso y reflexivo”, dijo Pamela Chen, miembro del jurado.