Daniel Dantas e irmã denunciados por sonegação

O Ministério Público Federal no Rio denunciou o banqueiro Daniel Dantas e sua irmã, a empresária Verônica Dantas, sob a acusação de terem sonegado contribuição previdenciária entre fevereiro e agosto de 2004.

São tantas as denúncias contra o capo que sua ficha suja deve acusar uma metragem maior que a de um rolo de papel higiênico. Mas Daniel jamais será preso. Jamais. Ele é o rei dos habeas corpus.

A previdência reclama do liseu. Para pagar as pensões e aposentadorias dos pobres.

Apesar da sonegação geral e irrestrita, arrecada grana de sobra, desviada pelo governo, para a construção de obras super faturadas e pagar serviços fantamas.

A irmã do escapadio Daniel tinha uma sociedade lobista com a filha encantada do sumido José Serra que tinha uma sociedade para vender facilidades com o desaparecido filho mais velho de Fernando Henrique. Uma empresa de projetos de enriquecimento ilícito igual a de Antonio Palocci.

O Brasil não tem mais nenhuma fábrica. Desnacionalizou todas. Sobram montadoras e oficinas.

O gigante adormecido em berço esplêndido possui apenas fábricas de sonhos. O sonho de enriquecimento rápido. Em verdade, o pensar grande dessa gente faz o Brasil crescer. Pra trás.