Independência ou morte


andradetalis

A MAIS CRASSA MEDIOCRIDADE 

por Fernando Monteiro

UM JORNALISTA QUE NÃO SEJA COMPLETAMENTE IMBECIL aspira a algum tipo de legado relevante, na sua vida (um jornalista e um profissional de qualquer outro ramo, é claro).

Mas pensem num jornalista como o Pedro Bial, que começou “normalmente”, fazendo boas reportagens, cobrindo alguns eventos internacionais (a queda do Muro, por exemplo) e chegou até mesmo a dirigir um longa-metragem (razoável) com base em romance de Guimarães Rosa — que ele diz admirar muito.

Então, com esse currículo inicial, você é chamado para apresentar uma coisa totalmente boçal como o “Big Brother” — e, neste 2016, completam-se 16 edições — portanto quase vinte anos — das aspirações dessa pessoa como jornalista se terem reduzido a conversar com um bando de pessoas desocupadas numa casa, dedicadas às mais comezinhas intrigas e “armações”; baixarias entre si, pessoas essas que são, como ele as chama, os…

View original post mais 297 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: