Independência ou morte


andradetalis

De âncora do Fantástico para o banco de réus

Cada um escolhe o seu caminho… Foi o que fez a lindíssima jornalista Cláudia Cruz.
Ela iniciou suas atividades profissionais na Telerj, onde conheceria Eduardo Cunha, presidente da empresa no governo do ex-presidente Fernando Collor, que se apaixonou pela bela jovem.

A convivência com Cunha, resultou em namoro, mas Cláudia, independente, buscou trilhar sua própria trajetória profissional.

Da Telerj foi para a Rede Globo do Rio de Janeiro, em 1990, onde passou a apresentar o telejornal ‘Bom Dia Rio’. No ano de 1992 assumiu o Jornal Hoje. Na sequência, apresentou o Globo Ciência, Globo Comunidade, Jornal da Globo, até atingir o ápice da carreira como âncora do Fantástico.

Quando os dois começaram a namorar, quase vinte anos atrás, foi um espanto generalizado, ela um rosto conhecido e admirado como apresentadora da Globo, ele um sujeito sem graça, sem carisma e petulante…

View original post mais 142 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: