Independência ou morte

Selênio, adeus


por Raimundo Carrero

 

 

Morreu, ontem, em Olinda, o meu amigo Selênio Homem de Siqueira. Digno, correto, justo. Silencioso e humilde, nunca quis ser protagonista. Nunca .desejou dar um passo à frente de ninguém. Se teve algum defeito, credite-se a ele o excesso de humildade. Competente no trabalho e elegante no trato.. Um exemplo. Para mim, é como se a humanidade perdesse um foco de luz. Deus tem um lugar especial para você, meu amigo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: