Lei Manoel Junior que libera o tráfico de moedas não livra Eduardo Cunha da cassação por falta de decoro parlamentar. Ele mentiu quando negou que tinha grana de propina nos paraísos fiscais


andradetalis

Amarildo Amarildo

O relator Manoel Junior (PMDB-PB), um dos principais aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reinseriu no projeto de lei 2960 um parágrafo polêmico que exime de punibilidade criminal quem tem conta no exterior não declarada à Justiça brasileira – é o caso de Cunha, dos investigados na Lava Jato e de muitos brasileiros listados no Swissleaks (contas no HSBC na Europa).

Em suma, o parágrafo 5º do PL 2960 livra todos os que têm conta secreta não declarada no exterior de crimes como evasão de divisas e ocultação de bens.  Leia mais 

O jeitinho do deputado Manoel Junior, de proteger os traficantes de dinheiro, sonegadores, doleiros e outros corruptos e corruptores, não salva Cunha, que ele faltou com o decoro parlamentar ao negar que possui, associado com a segunda esposa e a filha do primeiro casamento, contas em banco da Suíça.

Os parceiros de Cunha, bancadas…

View original post mais 198 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s