UM ÍCONE DOURADO


Talis Andrade

por Ormindo Pires Filho

Talis Andrade mais uma vez brinda a Literatura Pernambucana com um livro de poesias. “Cantigas para um Ícone Dourado” é, sem dúvida, uma manifestação das vivências íntimas do autor. Quando examinamos detidamente o tipo de composição que o poeta nos oferece no decorrer do seu pequeno volume constatamos que três temas funda-mentais parecem ocupar de preferência a atenção do autor: o AMOR, a MORTE e a INJUSTIÇA.

Rejeitando conscientemente o lirismo vazio, Talis Andrade consagra seu esforço a estes temas de grande densidade e de inesgotável riqueza.

Analisemos algumas das poesias. Primeiro as que falam do amor. O amor, pelo menos aquele que parece merecer a atenção do poeta, não é algo realizado, satisfatório, completo. Trata-se, antes, de uma possibilidade, de uma hipótese, de uma conjectura. O próprio amor carnal, epidérmico, não parece ter para o poeta uma importância capital e decisiva. Como o amor sentimento…

View original post mais 1.497 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s