Clarice Lispector e Ferreira Gullar


 

MEU POETA JORNALISTA

.

Não te amo mais
Estarei mentindo dizendo que
Ainda te quero como sempre quis
Tenho certeza que
Nada foi em vão
Sinto dentro de mim que
Você não significa nada
Não poderia dizer mais que
Alimento um grande amor
Sinto cada vez mais que
Já te esqueci!
E jamais usarei a frase
Eu te amo!
Sinto, mas tenho que dizer a verdade
É tarde demais…

 


Esta poesia é para ser lida de baixo para cima.

A autoria continua desconhecida, embora circule pela internete com a assinatura de Clarice Lispector.

Apesar de não ter escrito versos, Clarice Lispector publicou crônicas e contos que parecem poemas em prosa.

O importante é lembrar Clarice.

Clarice Lispector © Bluma Wainer

 

MORTE DE CLARICE LISPECTOR
por Ferreira Gullar

.

Enquanto te enterravam no cemitério judeu
de S. Francisco Xavier
(e o clarão de teu olhar soterrado
resistindo ainda)
o táxi corria comigo à borda da Lagoa
na direção do Botafogo
E as pedras e as nuvens e as árvores
no vento
mostravam alegremente
que não dependem de nós

One thought on “Clarice Lispector e Ferreira Gullar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s