THEREZA CHRISTINA ROCQUE DA MOTTA


 

1
LILASES

.

impessoais
transfigurados
atirados sobre a terra
sem memória
esquecidos
Raízes se movem
sob o solo
Nenhum inverno arrancará
as sementes de seu seio
Permanecerão imóveis

 

2
MINHA SOMBRA DÁ LONGOS PASSOS ATRÁS DE MIM

.

Não espero mais encontrar-te ao acaso pelas ruas
Não acendo mais a lareira
para aquecer o quarto
e encolho-me de frio
sem luz
sem nenhum motivo
Não tenho mais medo
Tudo que conheci foi-se no pó
Atravesso as ruas em diagonal
para não me surpreender com ninguém
na contramão
esperando a primavera

 

3
TEU CORAÇÃO ESPREITA O SILÊNCIO

.

Bate lentamente, enquanto a tarde se arrasta
porque nada esperamos
para daqui à meia hora
O que vier, será novo
E o que restar, terá sobrevivido

 

4
AS PÉROLAS ERAM OS TEUS OLHOS, VEJA

.

como deslizam sobre o pano úmido
Todas vez que vieres
será como se fosse pela primeira vez
Nada será igual a este momento
Nada se repetirá

 

5
DEVES TEMER A MORTE NA ÁGUA

.

A água vem e te cobre
Verás teu ser se dissolver
e serás parte do oceano
Quantas flores umedecerás
quantos potes transbordarás sem cuidado
Teme a água
como teu quinto elemento
Teu inimigo dentro de ti

.

Motta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s